segunda-feira, 10 de outubro de 2011

" Um salve à efêmera arte do prazer do momento"

O biombo que dividia os caras daquela sala também dividia em mesmo salário, em igual ofício
o que um e outro queria:
um prato de sopa
um prato de marisco
para um deles o salário em cofre trancado
era o senhor salvador de um amanhã promissor
para o outro as moedas tiradas do tal cofre quebrado
tiravam sabor do caro queijo mofado
e dos sorrisos guardados em dias deste mero colecionador
para o outro a semente plantada
seria a tal árvore da trilogia:
livro,árvore,filho
dos vãos filhos da sub teoria Cury
para o outro um foda se ao depois
e vamos foder agora porque o vinho não azedou
os caras desta história sorriam sim
um com a imagem dourada do céu prometido
o outro com o gozo inflado
com o fútil debochado da camisa grifada
e o sentimento tangível de dever cumprido.
                                                                           Dennis Lurm

2 comentários:

  1. Boa noite cara.Nos conhecemos na encontro de formação do INSTITUTO C&A.Você continua na empresa?

    ResponderExcluir
  2. Sim continuo na empresa Sr Anônimo!

    ResponderExcluir